PASSO A PASSO TUDO QUE VC PRECISA SABER E ORGANIZAR PARA IR PRA PORTUGAL.

PASSO A PASSO TUDO QUE VC PRECISA SABER E ORGANIZAR PARA IR PRA PORTUGAL.

PASSO A PASSO TUDO QUE VC PRECISA SABER E ORGANIZAR P/ IR PRA PORTUGAL




VIAGEM À Portugal entrando como turista. 


AINDA NO BRASIL

1º DECISÃO;
2º PASSAPORTE;
3º COMPRAR PASSAGENS;
4º CARTA CONVITE OU RESERVA DE HOTEL;
5º SEGURO SAÚDE PB4;
6º SEGURO VIAGEM;
7º GUARDAR DINHEIRO;
8º QUANTOS EUROS DEVO LEVAR;
9º QUANTO DINHEIRO POSSO LEVAR;
10º PROCURAÇÃO DE PLENOS PODERES;
11º LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS;
12º MALAS/BAGAGENS;

1º DECISÃO

Avalie quais são suas motivações. Portugal não é um país para quem quer enriquecer ou juntar dinheiro. Portugal é um país para se ter qualidade de vida. Isto envolve segurança, boa educação para seus filhos e saúde descente para sua família, além de pagar o preço justo nos bens de consumo. Se esta é a sua intenção, ótimo, você está tomando uma ótima decisão.

2º PASSAPORTE

3º COMPRAR AS PASSAGENS (com ou sem escala)

Pesquise bastante para economizar. Utilize o http://www.skyscanner.com.br/ que hoje é a melhor ferramenta para encontrar passagens os melhores preços. Se for possível, prefira comprar as passagens durante a baixa temporada na Europa que é o período entre setembro e março. Em abril e maio ainda pode-se encontrar bons preços pesquisando bem. Geralmente as passagens com escala são mais baratas, porém um pouco mais cansativas. Já as passagens de vôo direto são menos cansativas, porém mais caras. Quanto à imigração, muitos dizem que vôo com escala é mais tranquilo, pois a imigração de outros países não se preocupa com turistas que vão para outros países. Porém, a verdade é que a imigração é uma caixinha de supressa e vai depender muito da pessoa que estará no setor de imigração.

4º CARTA CONVITE OU RESERVA DE HOTEL

Essas são as duas formas de se provar a imigração que você tem hospedagem. A carta convite pode ser elaborada por um conhecido seu, português ou um brasileiro que esteja legal em Portugal e atesta que esta pessoa será responsável por você durante sua estadia no país. A reserva de hotel/hostel/Airbnb é a opção para quem não tem como conseguir a carta convite.

5º SEGURO SAÚDE PB4

O PB4 é resultado de um acordo firmado em 1969 entre o Brasil e Portugal ( e outros países, como Espanha, Grécia, Itália, Cabo Verde e Chile), no qual todo beneficiário do INSS tem direito a um formulário que garante o atendimento deste em redes de saúde pública portuguesas, caso necessite, sem custos adicionais (uma das maiores vantagens).
Em outras palavras, o PB4 é como se fosse um passe para o “SUS” português. O atendimento é presencial em qualquer um dos Núcleos Estaduais do Ministério da Saúde, localizados nas capitais dos estados brasileiros. Cada estado tem regras diferentes. 

6º SEGURO VIAGEM

O seguro é uma medida de prevenção que pode diminuir os transtornos de eventos como o extravio de bagagens ou a contração de alguma doença, ou até casos piores, como um acidente fatal, que pode gerar custos altíssimos de traslado. 
O seguro de viagem pode ser contratado com um corretor ou em agências de viagem. Os preços variam de acordo com o tipo de cobertura e a idade do contratante. 

7º GUARDAR DINHEIRO

Um dos principais fatores que vão determinar o sucesso em sua vida em Portugal é a quantidade de dinheiro que vai levar. Portanto, quanto mais dinheiro guardar, maior será a sua chance em obter sucesso em seus Planos.

8º QUANTOS EUROS DEVO LEVAR?

Isto é muito relativo, pois depende de quanto sacrifício cada um está disposto a fazer no começo. Os valores que vou listar abaixo servem de base, mas podem variar, pois cada caso é um caso.
- Pessoa Sozinha (Aprox. €380,00 a €510,00/mês)
€ 250,00 a €350,00 (Aluguel de Quarto c/ despesas)
€ 100,00 (mercado)
€ 60,00 (transporte depende muito de onde for morar e onde for trabalhar) 

- Casal (Aprox. € 620,00/mês a €790,00)
€ 300,00 a €450 ou mais (Aluguel de Quarto com despesas ou t0 no Airbnb, etc) 
€ 200,00 (Mercado)
€ 120,00 (transporte, mesma coisa depende de onde morar é onde trabalhar) 

- Casal + 2 crianças (€ 1070/mês a €1320)
€ 450 ou mais (Aluguel de T2 em zona afastada do centro) ou € 700,00 (T2 próx. ao Centro)
€ 300,00 (Mercado)
€ 100,00 (Água, luz e gás)
€ 40,00 (TV, internet e telefone)
€ 120,00 (Transporte)
€ 60,00 (alimentação das crianças em idade escolar) 

OBS: O ideal é levar uma reserva para pelo menos 3 meses!! Leve em conta que no início precisará comprar livro da escola das crianças, roupas de frio, e toda parte de mobília, roupa de cama, etc).
Não se esqueçam que a maioria dos senhorios podem exigir caução (as vezes 2) e rendas antecipadas (alguns chegam a pedir 6 meses adiantados). Eles não te conhecem, vc é um imigrante recém chegado, não tem um histórico financeiro, não tem fiador.

9º- QUANTO DINHEIRO POSSO LEVAR?

Não há um limite de valor, mas é necessário apresentar, na entrada ou saída do território nacional, a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (DPV) caso o montante ultrapasse R$ 10 mil, ou equivalente em outra moeda. 

10º PROCURAÇÃO DE PLENOS PODERES 

Faça uma procuração de plenos poderes e deixe em nome de alguém de confiança no Brasil, alguém que possa agilizar coisas burocráticas para você. Preços variam de cartório pra cartório. 


11º LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS

Faça o apostilamento de Haia dos seus certificados, e principalmente dos documentos escolares das crianças e suas respectivas carteirinhas de vacinação. 

12º MALAS/BAGAGENS

Cada cia aerea tem suas regras, mas lembrem-se turista nenhum carrega a casa em forma de mala  não traga nada que indique que não vem a passeio. 


EM PORTUGAL


1º SE APRESENTAR AO SEF;
2º TIRAR O Nº DE CONTRIBUINTE (NIF);
3º TIRAR O CARTÃO DE TRANSPORTES;
4º MORADIA
5º TRABALHO
6º ABRIR CONTA EM BANCO

1º SE APRESENTAR AO SEF;

O prazo para se apresentar ao SEF é de 3 dias. Você deverá comparecer ao SEF para declarar que está em solo português. Isso é aplicável apenas para quem foi com vôo com escala em outro país. Portanto, se o seu vôo foi direto, não há necessidade de comparecer ao SEF. Caso se hóspede em hotel também não precisa pois o hotel já faz essa informação ao sef. 

2º TIRAR O Nº DE CONTRIBUINTE (NIF);

Isso deverá ser feito nas Finanças e necessita que algum português ou brasileiro com residência definitiva assine por você. É gratuito. 

3º TIRAR O CARTÃO DE TRANSPORTES;

É importante para economizar nos transportes, paga-se em torno de € 40 para utilizar o transporte à vontade. Um dos principais pontos para fazer o cartão de transportes em Lisboa fica na estação Campo Grande do metrô, Marques de Pombal metro, Cais de Sodré (espaço cidadão perto das bilheterias das barcas) mas existem outros. No Porto tem a principal estação Trindade depois Canpanhã, tbm vc pode fazer os Andantes em vários locais. No hospital São João tem uma loja do Andante na casa da música, e outros

4º MORADIA

Para quem vai solteiro ou em casal, vale a pena alugar um quarto para economizar no começo, visto que o aluguel de quarto geralmente já envolve os custos de despesas como água, luz, gás e internet.
Para um número maior de pessoas, é mais fácil arrendar (alugar) um apartamento. Muitos apartamentos em Portugal são mobilados e isso evita que você gaste com a compra de móveis no início. Duas fontes boas para pesquisa são: www.custojusto.pt e www.olx.pt
Você deverá analisar o que é melhor para o seu caso, morar próximo ao centro e perto de onde se encontram a maioria das vagas de emprego e pagar um aluguel mais elevado ou morar em regiões mais afastadas pagando um aluguel muito mais barato, porém mais longe das maiores oportunidades de emprego.

5º TRABALHO

Durante o período sem a autorização de residência vcoê deve estar disposto a aceitar qualquer emprego, visto que pela lei portuguesa não é permitido que um estrangeiro sem autorização de residência ou visto de trabalho, trabalhe. 

6º ABRIR CONTA EM BANCO

Para abrir conta em banco basta ter o número do contribuinte (NIF), comprovativo de morada (ou contrato de aluguel ou da junta de freguesia) e a maioria dos bancos exige um deposito inicial de cerca de € 100,00 a € 250,00
OBS: Esse check list foi feito com base em minhas experiência aqui em Portugal. Alguns valores e taxas podem estar defasados e podem variar de acordo com os hábitos de consumo de cada um. A intenção desse check list é dar uma base para quem está começando a planejar sua viagem.
Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.

Top Post Ad

Below Post Ad

Subscribe Us